quarta-feira, 9 de junho de 2010

Absenteísmo Na Empresa

Absenteísmo Na Empresa
Absenteísmo é a Ausência ao Trabalho por Qualquer Razão
Absenteísmo é a Ausência ao Trabalho por Qualquer Razão: doenças, acidentes de trabalho,direitos legais (doação de sangue,participação em júris ou eleições, licença,maternidade, etc.),fatores sociais (doenças de parentes), fatores culturais extra ou intra-empresariais (copa do mundo,feriados religiosos não oficiais,legalização de uma falta gerada por outra
motivação não relacionada à saúde,imprensar feriados, etc.).

Em relação às doenças, o comportamento pode variar entre as pessoas, pois uma mesma patologia, com a mesma gravidade, pode motivar ou não um trabalhador a não comparecer ao emprego. Algumas vezes a sua ausência independe da sua decisão, como ocorre nas doenças e acidentes graves. Por outro lado, o absenteísmo pode estar demonstrando uma rejeição ao trabalho, insatisfação com o salário, com as políticas da empresa, com as condições de trabalho. Isto é particularmente verdade, nas faltas de pequena duração e quase sempre próximas de feriados ou finais de semana.

O absenteísmo ocasiona não só custos diretos, mas também indiretos, representados pela diminuição da produtividade, redução da qualidade do produto, diminuição da eficiência no trabalho, aumento do custo da produção e problemas administrativos.

Índice de Absenteísmo (I. A.)

Para exemplificar, imaginemos que um setor comercial tenha 12 operadores (jornada de 06 horas/dia) e que trabalhem 22 dias no mês.

Considere, agora, que os 12 operadores tiveram um atraso de 15 minutos em diferentes dias (12 x 15 = 180 min = 03 horas), e que 09 deles faltaram 01 dia por mês (09 x 06 horas = 54 horas).

Utilizando a fómula, temos:

Horas perdidas = faltas + atrasos (54 horas +
03 horas) = 57
Horas totais = 12 operadores x 6 horas/dia x
22 dias = 1.584

Absenteísmo = 57 x 100 = 3,6%
1.584

Ele indica a percentagem do efetivo de empregados que esteve afastado no período apurado.

Redução do Absenteísmo

A melhor forma de reduzir os afastamentos por atestados médicos, é ter um eficaz Departamento de Medicina do Trabalho na empresa que cuide dos incapacitados, assistindo-os em casa, com consultas e aplicações de assistência paramédica, ou ainda através de uma assistente social que acompanhe constantemente os envolvidos.

Outra forma é a adoção de Programas de Qualidade de Vida que vem ajudando grandes organizações a reverterem o crescente índice de absenteísmo. Esses programas contemplam as seguintes ações:

Saúde Física = caminhadas, natação,ginástica laboral, hidroginástica,instalações de salas para repouso,
alimentação saudável.

Saúde Emocional = atividades psicoterapêuticas, Biodanza, trabalhos na natureza.

Saúde Social = atividades artísticas (dança, teatro, pintura, desenho, escultura, artesanato) e de lazer
(campeonatos diversos, passeios).

Saúde Espiritual = atividades como yoga, meditação, criação de espaços para leitura religiosa, voluntariado.

Outras Atividades = massagem, reflexologia, acupuntura, homeopatia, artes marciais, instalações de uma biblioteca.

Podemos citar empresas como: Coca-Cola, Shell, Xerox do Brasil, Banco Prosper, Companhia Brasileira de Petróleo, Ipiranga, dentre outras que adotaram alguns dos programas citados acima, visando o bem-estar do colaborador no ambiente, tendo como benefício a redução de gastos com a saúde, excelente clima de trabalho e o aumento da felicidade coletiva e corporativa.

Em síntese, o bem-estar dos colaboradores pode ser traduzido em maior produção, maior rentabilidade e maior saúde organizacional.

http://www.artigos.com/artigos/sociais/administracao/lideranca/absenteismo-na-empresa-8730/artigo/
 
http://www.rhportal.com.br/artigos/wmview.php?idc_cad=252lh59zq

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário